Bem-vindo à página de artigos Aqui você encontra artigos publicados por técnicos do IBGE e todas as apresentações institucionais em formato PDF.

Ajustamento da Rede de Nivelamento

BESERRA, H.

download

Ajustamento preliminar de uma Rede de Nivelamento

MATTOS, A. H., Ajustamento preliminar de uma Rede de Nivelamento, Serviço Geográfico do IBGE, Biblioteca Geográfica Brasileira, Rio de Janeiro, RJ, 1948.

download

As alturais geoidais Doppler e os modelos de grau elevado do potencial gravitacional

FORTES, L. P. S., BLITZKOW, D. As alturais geoidais Doppler e os modelos de grau elevado do potencial gravitacional.

RESUMO

A redução das observações geodésicas ao elipsóide exige o conhecimento da altura geoidal. Esta pode ser obtida mediante a aplicação da tradicional integral de Stoker ou a combinação de diferentes tipos de dados: altura geoidais Doppler e componentes astrogeodésicos do desvio da vertical. Os modelos do potencial gravitacional têm revolucionado as técnicas de obtenção da altura geoidal. Os atuais modelos atingem o grau e ordem 360 e permitem o cálculo da altura geoidal com uma aproximação que pode ser inferior a 1m. Neste trabalho foi realizado um estudo comparativo de dois modelos de alto grau. OSU86E e OSU86F, com alturas geoidais Doppler. Finalmente é apresentado um mapa geoidal para o Brasil utilizando pontos Doppler e o modelo OSU86E truncado em 180. As alturas geoidais foram referidas ao sistema SAD69 mediante parâmetros de transição recentemente calculados.

download

Crítica e Análise dos Dados Iniciais Relativos à Preparação para o Ajustamento de Redes de Nivelamento de Alta Precisão

RIBEIRO, G.P., LOBIANCO, M.C.B. e LUZ, R.T. 1989.

RESUMO

São apresentadas as etapas principais de crítica e análise de dados de nivelamento geométrico de alta precisão, a partir das observações, armazenadas em meio magnético, para o ajustamento de redes altimétricas. O refinamento dos dados, em busca de detecção de erros grosseiros, deve ser encarado como uma tarefa tão importante quanto as outras. Portanto, é apresentado um diagrama de blocos contendo as principais fases da preparação dos dados para o ajustamento.

download

Determinação dos Parâmetros de Transformação entre os Sistemas NWL-10D, NSWC-9Z2, WGS-84 e o SAD-69

FORTES, L.P.S.,CAGNIN, I.F., GODOY, R.A.Z., BLITZKOW, D. XIV Congresso Brasileiro de Cartografia, Gramado, RS, 1989.

download

Expedição ao Jalapão

PEREIRA, G. S., Expedição ao Jalapão, CNG, 1943.

download


Geodésia por Satélites no IBGE: Resultados Preliminares das Atividades Desenvolvidas

NOVAES, J.R.D. e MELLO, M.P. 1974.

download

Marcos Geodésicos do IBGE

RODRIGUES, A.C. Marcos Geodésicos do IBGE. V Encontro de Engenheiros Cartógrafos do Nordeste, Aracaju, SE, 1989.

download

O Datum Geodésico do Chuá

RODRIGUEZ, L. V. O DATUM Geodésico de Chuá. VIII Congresso Brasileiro de Cartografia, Fortaleza, CE, 1977.

download

O GPS na Rede Geodésica Fundamental

CASTRO JUNIOR, C.A.C. O GPS na Rede Geodésica Fundamental. XIV Congresso Brasileiro de Cartografia, Gramado, RS, 1989.

RESUMO

No presente trabalho, procuramos apresentar à comunidade Cartográfica, de forma sucinta, nossas sugestões em relação à aplicação do Sistema NAVSTAR/GPS no desenvolvimento da Rede Geodésica Fundamental.

download

O Sistema Geodésico Brasileiro

MELLO, M. P. O Sistema Geodésico Brasileiro. Rio de Janeiro, RJ, 1981.

download

Primeiros resultados, no IBGE, da aplicação do método de multiestação, com arcos curtos, no processamento de observações de satélites do sistema TRANSIT

FORTES, L. P. S., Primeiros resultados, no IBGE, da aplicação do método de multiestação, com arcos curtos, no processamento de observações de satélites do sistema TRANSIT. Caderno de Geociências, 1987.

RESUMO

Neste trabalho, são apresentados os primeiros resultados, obtidos no IBGE, do processamento de observações de rastreio de satélites do Sistema TRANSIT aplicando-se o método de multiestação, como modelo de arcos curtos. Para a realização deste processamento, estão sendo utilizados os programas integrantes do Sistema GEODOP V, implantados pelo autor no parque computacional do IBGE durante o ano de 1986, a partir do recebimento da versão IBM disponível no Canadian Department of Energy, Mines and Resources, onde o Sistema original foi desenvolvido. A partir de comparações com os métodos clássicos de levantamento (triangulação, nivelamentos geométrico e barométrico) é efetuada uma avaliação inicial da precisão do método. Baseando-se nos resultados alcançados, são oferecidas as perspectivas de sua utilização no estabelecimento do Sistema Geodésico Brasileiro.

download

Sistema Nacional de Nivelamento de 1a Ordem 1968

ALENCAR, J.C.M. de.

download


© 2018 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística