Bem-vindo à página de artigos Aqui você encontra artigos publicados por técnicos do IBGE e todas as apresentações institucionais em formato PDF.

2013

I Workshop RBMC

APRESENTAÇÕES

Mapeamento do TEC América do Sul usando RBMC e outras redes de recepção GNSS

download


Evolução na capacidade de monitoramento do conteúdo total de elétrons a partir de dados GNSS da RBMC

download


Avaliação das previsões do ZTD nas diferentes estações da RBMC

download


PPP em tempo real a partir do serviço RBMC-IP PPP em tempo real a partir do serviço RBMC-IP

download


Produtos e serviços da RBMC

download


A contribuição da RBMC na estimativa de índices de irregularidades da ionosfera

download


Estimativa da IFB dos satélites e receptores da RBMC

download


Estimativa das correções dos relógios dos satélites GNSS em tempo real utilizando uma rede de estações GNSS

download


Parte 1: Estimativas da umidade atmosférica usando a RBMC na operação do CPTEC: status e perspectivas futuras
Parte 2: Configuração ideal das estações da RBMC para potencializar os benefícios as Ciências Atmosféricas

download


Rede INCRA de Bases Comunitárias do GNSS-RIBAC

download


Posicionamento relativo utilizando estações da RBMC no sul do Brasil

download


Mapas da ionosfera com dados da RBMC: comparação de modelos

download


Protocolos RTCM-SC104: desenvolvimento histórico e características das versões, aspectos de codificação e decodificação

download


RBMC: Avaliação da qualidade dos dados e possibilidade de uso no posicionamento em redes

download


Avaliação do PPP em estações da RBMC próximas a estações da rede CIGALA/CALIBRA no contexto de cintilação ionosférica

download


PPP em tempo real utilizando RBMC-IP para a região da cidade do Recife

download


Avaliação temporal das coordenadas das estações da RBMC pelo Centro de Processamento SIRGAS - IBGE

download

2008

Workshop sobre os Impactos da Mudança do Referencial Geodésico nas áreas de atuação das Agências Reguladoras

RESUMO

Desde de 25 de fevereiro de 2005, o Brasil conta com um novo sistema de coordenadas, o Sistema de Referência Geocêntrico para as Américas (SIRGAS2000), oficialmente adotado como a principal referência geodésica para os Sistemas Geodésico Brasileiro (SGB) e Cartográfico Nacional (SCN). A partir daquela data, e dentro de um prazo não superior a 10 anos, esse novo sistema e o antigo (SAD 69) podem ser utilizados simultaneamente durante o processo de transição entre os dois. Findo esse período, o SIRGAS2000 será o único sistema oficial do país.

Com esse passo, o país atende às recomendações internacionais de adoção de referenciais de concepção geocêntrica e à integração dos sistemas geodésicos nacionais nas Américas ao SIRGAS, compatível com as modernas tecnologias de posicionamento por satélite. Todavia, a adoção deste novo referencial acarreta mudanças nas coordenadas em todo o território brasileiro, causando impactos em diversas áreas.

Neste sentido, no âmbito do Projeto da Infra-Estrutura Geoespacial Nacional (PIGN), o IBGE tem adotado junto à sociedade algumas iniciativas, de modo a proporcionar conhecimento e clareza deste processo de mudança aos usuários de informação geoespacial. Dentre as iniciativas, está a participação em eventos nacionais e internacionais, o desenvolvimento de projetos pilotos com parceiros e a elaboração de material didático disponibilizado tanto na mídia impressa como na Internet.

Ciente de que as Agências Reguladoras são grandes usuárias de sistemas de geoprocessamento, o IBGE realizou nos dias 8 e 9 de abril, das 9 às 17 horas, no auditório Teixeira de Freitas do Centro de Documentação e Disseminação de Informações - CDDI, um evento denominado Workshop sobre os Impactos da Mudança do Referencial Geodésico nas áreas de atuação das Agências Reguladoras, com o objetivo de identificar dúvidas e dificuldades encontradas por seus profissionais com o processo de mudança do referencial geodésico.

As Agências Reguladoras se fizeram representar no evento através de profissionais da área de Geodésia e/ou Cartografia com apresentações sobre a estrutura organizacional, vínculos com concessionárias ou similares e, naturalmente, a produção e a gestão de produtos cartográficos, que serão objetos de mudança de referencial. De acordo com as especificidades apresentadas, foram discutidas as soluções adequadas a cada caso por nossos profissionais.

A Diretoria de Geociências, promotora do evento, espera que, após esse workshop sejam estreitados os laços profissionais entre o IBGE e as Agências, para, em breve, com a adoção do SIRGAS2000 por toda a sociedade cartográfica brasileira, possamos intercambiar, cruzar ou sobrepor dados num único sistema de referência.

Recomendações do Workshop com as Agências Reguladoras

Diretoria de Geociências
27 de junho de 2008

APRESENTAÇÕES

ESTRAGTÉGIAS DE DIVULGAÇÃO - PROJETO DE INFRA-ESTRUTURA GEOESPACIAL NACIONAL PIGN

download


SIRGAS2000 – O NOVO SISTEMA GEODÉSICO DO BRASIL

download


TELAS PROGRID

download


FERRAMENTAS PARA CONVERSÃO PARA SIRGAS2000

download


ADOÇÃO DO SIRGAS2000 - ESTUDOS E CONSIDERAÇÕES

download

Mostra do Meio Ambiente

APRESENTAÇÕES

Monitoramento Permanente do Nível do Mar.

download


2007

Workshop Altimetria

APRESENTAÇÕES

Altitudes e o Problema do Valor de Contorno da Geodésia (PVCG): uma revisão conceitual.

download


Atividades dirigidas ao vínculo do DVB a um sistema global de altitudes

download


Diagnóstico da Rede Altimétrica de Alta Precisão - RAAP do Sistema Geodésico Brasileiro - SGB

download


Homogeneização de referenciais altimetricos

download


Modernização do sistema de referência vertical brasileiro

download


Sistemas de altitudes no suporte à análise da configuração espacial de feições costeiras

download


Situação atual do Ajustamento da Rede Altimétrica de Alta Precisão - RAAP do SGB, utilizando o Sistema GHOST

download

V Colóquio Brasileiro de Ciências Geodésicas

APRESENTAÇÕES

Avaliação Preliminar das Realizações da Componente Vertical do Sistema Geodésico Brasileiro.

download


2005

XXII Congresso Brasileiro de Cartografia

APRESENTAÇÕES

Reajustamento Global da Rede Altimétrica de Alta Precisão - RAAP do SGB, utilizando o Sistema GHOST.

download


2003

III Colóquio Brasileiro de Ciências Geodésicas

APRESENTAÇÕES

Dez Anos de Monitoramento do Nível do Mar no IBGE.

RESUMO

Apresentam-se as motivações para o IBGE estabelecer a Rede Maregráfica Permanente para Geodésia, dentre as quais destaca-se a necessidade de correlacionar os diversos referenciais verticais existentes ao longo do litoral brasileiro ao Datum de Imbituba. Aborda-se a situação atual da RMPG, analisando-se os resultados preliminares das três estações maregráficas já implantadas –– Imbituba, Macaé e Salvador. Tais resultados incluem uma possível diferença de 20 cm entre os níveis médios passado e atual em Imbituba, além da estabilidade marcante do nível médio em Salvador –– contrariamente ao que acontece em Imbituba e Macaé ––, sem deixar de ressaltar que o tratamento de tais observações encontra-se ainda em estágio inicial. São relacionadas as próximas etapas do estabelecimento e operação da RMPG : implantação das estações de Fortaleza e Santana ; conclusão da conversão das observações dos marégrafos auxiliares de cada estação e sua correlação com as observações digitais dos marégrafos primários ; implantação de receptores GPS permanentes.

download


2002

VII Congreso Internacional de Ciencias de la Tierra

APRESENTAÇÕES

Acompanhamento do Datum Altimétrico IMBITUBA através das Redes Altimétrica e.prn.

download



© 2018 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística