Bem-vindo à página de artigos Aqui você encontra artigos publicados por técnicos do IBGE e todas as apresentações institucionais em formato PDF.

Plano de Expansão e Modernização das Redes Ativas RBMC/RIBAC

FORTES, L. P. S., COSTA, S. M. A., ABREU, M. A., MOURA JUNIOR, N. J. de, DA SILVA, A. L., LIMA, M. A. A., MONICO, J. F. G. e SANTOS, M. C. Plano de Expansão e Modernização das Redes Ativas RBMC/RIBAC. XXIII Congresso Brasileiro de Cartografia, Rio de Janeiro, RJ, 2007.

RESUMO

O IBGE, em parceria com o INCRA, está trabalhando no plano de expansão das redes GPS RBMC (Rede Brasileira de Monitoramento Contínuo do Sistema GPS) gerenciada pelo IBGE, e RIBaC (Rede INCRA de Bases Comunitárias) gerenciada pelo INCRA, o qual proporcionará uma maior cobertura nacional e novas características de operação. Esse plano visa dotar a RBMC/RIBaC de uma infra-estrutura adequada para coletar os dados do sistema norte-americano GPS, do sistema russo GLONASS, além da possibilidade de receber no futuro os dados do novo sistema de posicionamento Europeu (Galileo). Para que esse plano de expansão se concretizasse, no ano de 2006, o IBGE e o INCRA firmaram um convênio que estabelece a união das redes GPS RBMC/RIBaC. No mesmo ano, foi realizada a compra de 83 novos receptores GNSS de última geração, além da execução do planejamento dos locais onde serão instaladas as novas estações. No primeiro semestre de 2007, iniciou-se a troca dos antigos receptores das estações existentes por novos receptores, além do estabelecimento de algumas novas estações. A modernização da RBMC está sendo desenvolvida tendo por base uma cooperação assinada no final de 2004 com a Universidade de New Brunswick (Canadá), com o apoio da Agência Canadense de Desenvolvimento Internacional (CIDA) e a Agência Brasileira de Cooperação (ABC). Além destes participantes, a Divisão de Geodésica do NRCan (Natural Resources Canada) também participa deste projeto de modernização, assessorando na implementação do sistema de correções em tempo real, espelhando-se no sistema existente no Canadá, o CDGPS – Canada-Wide DGPS Correction Service. Esta nova estrutura, depois de totalmente implantada, terá como principais características: redução da taxa de coleta para 1 segundo; funcionamento em tempo real com cálculo de correções WADGPS e disponibilização via link de Internet, além da continuação do serviço no modo pós-processado; auxiliará na navegação aérea, marítima e terrestre; em tempo real atingirá precisão planimétrica 0,5 m (1?) ou melhor (para receptores de 2 freqüências); contribuirá com a estrutura que está sendo implantada pelo IGS Real Time Working Group; também beneficiará países vizinhos. Atualmente, a estação Observatório Nacional (ONRJ), localizada no Rio de Janeiro, faz parte de uma rede de estações que geram dados em tempo real, e têm seus dados disponibilizados em http://www.igs-ip.net.

PALAVRAS CHAVES: RBMC, GPS, expansão, modernização

download


© 2019 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística